29 de abril de 2009

Gideões Missionários da Última Hora

(Do livro "Raízes da Nossa Fé", Ismael dos Santos, extraimos o seguinte texto, que consta o surgimento dos Gideões Missionários da Última Hora na cidade de Camboriú, SC. As fotos são do site gmuh.com.br)

Realizar a obra de Deus é, numa primeira análise, estar no centro da Sua vontade. O Pastor Cesino Bernardino, desde que fez sua decisão por Cristo no ano de 1948 em Imbituba, procurou perseguir este ideal. Sobretudo, ao assumir a presidência da igreja na cidade de Camboriú, passou a desejar veementemente satisfazer o desejo do coração de Deus: anunciar a todos os povos a mensagem da salvação eterna.

Certa vez, quando buscava ao Senhor em oração, Deus lhe concedeu uma visão em que pregava a uma enorme multidão, impondo as mãos sobre grandes e pequenos e ouvindo-os falarem em novas línguas. Viu-se também enviando muitos dentre aquela multidão para o campo missionário; e foi nesta mesma visão que claramente escutou uma voz lhe falando sobre o nome Gideões Missionários da Última Hora.

Convicto de que era o Senhor Deus quem havia falado, inciou uma campanha de avivamento espiritual na igreja de Camboriú. Dentro de trinta dias um número de seiscentos irmãos passaram por uma inquestionável experiência de batismo do Espírito Santo, e com isto a chama missionária invadiu a igreja camboriuense.

Naquela ocasião o pastor Cesino fez uma visita, com o pastor Nirton dos Santos, ao campo missionário na Argentina. No trajeto participaram de um culto na Assembléia de Deus em Alegrete (RS). No final da reunião, uma irmã desconhecida, ao cumprimentar o pastor Bernardino, entregou-lhe a seguinte profecia:

-Assim diz o Senhor: o tempo é chegado e já preparei um grande número de filhos meus no Brasil que vão te ajudar; não temas, embora muitos venham a se opor não entendendo este projeto. Eu estarei contigo e te socorrerei na hora da necessidade!

O Pastor Cesino confessa que esta foi a mensagem que mais marcou a sua decisão de organizar os Gideões Missionários da Última Hora (GMUH).

Com efeito, em 1981, partiria a primeira missionária, irmã Alenir Buck, para a Argentina. Tratava-se do início de um trabalho que atingiria os cinco continentes do planeta. Uma equipe de voluntários passou a percorrer diferentes cidades do Brasil, levando o fogo pentecostal e, com ele, a chama missionária. Um ano depois realizar-se-ia o primeiro congresso dos Gideões.

Várias igrejas passaram a fazer parceria com a organização GMUH, sustentando missionários no interior do Brasil e em quase todos os países da américa latina.

Rapidamente foi se multiplicando o número de filiados aos Gideões, fazendo com que a proporcionalmente pequena Camboriú tivesse no Congresso dos GMUH a maior festa do município.


É necessário destacar ainda o profícuo trabalho desenvolvido na região amazônica, não apenas na evangelização (120 missionários), mas também na área social. São vinte e duas embarcações motorizadas, incluindo dois grandes barcos equipados com clínica completa, dando assistência médica desde tratamento dentário até acompanhamento de gestantes.

Indagado sobre quantas pessoas já fizeram sua decisão por Cristo através dos Gideões Missionários da Última Hora, pastor Cesino afirmou:

- Com certeza já tivemos mais de onze mil conversões durante estes quinze anos de atividade. (Ismael dos Santos, livro Raízes da Nossa Fé - 1996)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário