22 de outubro de 2017

Conheça 45 organizações missionárias do Brasil



“Portanto vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês até o fim dos tempos. Mateus 28. 19, 20
O Cumprimento do Ide de Jesus, de espalhar seu evangelho por todo o mundo, tem cada dia mais, sido cumprido em realidades diferentes. Muitas organizações missionário do Brasil, tem surgido para atuar em contextos específicos e buscando atingir um único objetivo final, que é a proclamação e expansão do Reino de Deus.
Pescadores, índios, estudantes, crianças, moradores de ruas de grandes cidades, moradores de regiões amazônicas, muitas são as especificidades e nem sempre a igreja consegue alcançar a todas elas. Funcionando como um braço externo, essas organizações para-eclesiásticas são um grande apoio para as igrejas, pois são elas que cuidam das pessoas alcançadas por esses trabalhos fazendo missões.
Mas não só para pessoas que não conhecem a Cristo que existem essas organizações, quem faz esse tipo de missão também deve ser cuidado e acompanhado, e por isso que organizações que buscam zelar pelo bem-estar dos líderes, pastores e missionários estão atuando no Brasil, para que o trabalho missionário seja feito de forma saudável, e cada vez mais por pessoas capacitadas.
E pensando na integralidade do evangelho, listamos a seguir algumas organizações das mais diversas atuações, que comprovam a possibilidade de todas as pessoas terem espaço para atuar em alguma atividade missionária, abençoando a quem ainda não conhece a Cristo e também a aqueles que trabalham nessa obra.
Missões Brasil: 45 organizações missionárias
Conheça mais sobre missões no Brasil. Separamos essa extensa lista de organizações missionárias junto com uma breve explicação de suas áreas de atuação. Veja e faça contato, seja um missionário você também:
ABUB– Aliança Bíblica Universitária do Brasil
ABU é um movimento de estudantes (sejam do ensino médio ou do superior) e profissionais que visa a união de cristãos no meio estudantil brasileiro. Dessa forma os integrantes da Aliança Bíblica Universitária tendem a assumir um caráter missionário, levando a doutrina cristã para outros estudantes.
AME – Associação Missão e Esperança
A AME nasceu da necessidade de alcançar os povos na Ásia, socorrendo as pessoas que sofrem, seja por razão de catástrofes da natureza ou por razão humana, tais como guerra e conflitos tribais. Assim, é uma ONG que trabalha de forma integral, socorrendo física, emocional, material, educacional, com atendimento de saúde, social e psicológico e espiritual.
ALEM – Associação Lingüística Evangélica Missionária
O alvo é glorificar a Deus através de seu ministério de tradução das Escrituras, da implantação de igrejas nas áreas onde atua e do treinamento de obreiros. A ALEM foi fundada em 1982 e, nesses seus 26 anos de existência, tem contribuído significativamente com o movimento missionário evangélico no Brasil. Neste folheto, mostramos quem somos e o que temos realizado para a glória de Deus.
AMEM – A Missão de Evangelização Mundial
A AMEM é uma agência internacional e interdenominacional composta por mais de 45 nacionalidades e diversas denominações, trabalhando juntas na unidade do Corpo de Cristo. As equipes chegam a ter missionários de 14 países diferentes. Os princípios fundamentais da AMEM, conhecidos como os Quatro Pilares, são: Fé, Sacrifício, Santidade e Comunhão.
AMIDE – Associação Missionária para Difusão do Evangelho
Nosso objetivo é ver a Grande Comissão cumprida e uma igreja viva e missionária, em cada povo não alcançado no Brasil e no mundo, uma igreja que exalta Jesus Cristo e esteja apta a fazer missões tanto em sua cultura como em outras línguas e nações.
AMTB – Associção de Missões Transculturais Brasileiras
A Associação de Missões Transculturais Brasileiras, doravante designada neste regimento por AMTB, com sede em Araçariguama – SP, é uma entidade organizada para associar agências e juntas missionárias e organizações evangélicas, que realizam ou apoiam ministérios transculturais, com a finalidade de ajudá-las a desenvolver seus trabalhos.
ATE – Associação Transcultural Evangélica
ATÉ nasceu do anseio em alcançar as nações indígenas com a mensagem do Evangelho.Surgiu também porque seus líderes entendem que a Igreja Corpo de Cristo é responsável pelo envio e pelo sustento de seus obreiros.
Atletas de Cristo
Um movimento integrado por desportistas que reconheceram a Jesus Cristo como filho de Deus, Salvador pessoal e único caminho de ligação entre o homem e o Deus único, eterno e criador de todas as coisas. Uma instituição que coopera efetivamente com a igreja local e outras organizações cristãs, promovendo a integração entre igrejas, desportistas e os torcedores por eles influenciados.
AVANTE Missão Evangélica Transcultural
Avante tem como alvo prioritário alcançar os povos ainda não alcançados. Atualmente temos equipes missionárias servindo na América do Sul, África, Ásia e Europa.
Avalanche Missões Urbanas
Promover a expansão do Reino de Deus desenvolvendo treinamentos em missões urbanas, sexualidade, artes, comunicação e história política. Realizar o envio de cristãos para a implatação de projetos relevantes no enfrentamento de problemas urbanos no Brasil e no mundo.
A Rocha Brasil
Atua como uma organização de conservação e educação ambiental, de inspiração cristã, sem fins lucrativos e membro da grande família A Rocha Internacional. Foi organizada no Brasil em 2006, A Rocha Brasil pretende atuar em pesquisas científicas para a conservação dos ecossistemas, promover mudanças de comportamentos e estabelecer parcerias com organizações governamentais e não-governamentais para desenvolver ações socioambientais.
Asas do Socorro
Atua em regiões isoladas do país, em cooperação com outras entidades, com o propósito de fornecer apoio logístico através de transporte aéreo, programas assistenciais e desenvolvimento comunitário. Possui cinco bases de vôos instaladas em lugares estratégicos de nosso país: Boa Vista (RR), Cruzeiro do Sul (AC), Manaus (AM), Belém (PA), Santarém (PA) e Anápolis (GO). Administra uma Escola de Aviação e uma Oficina Aeronáutica, opera 10 aeronaves e uma rede de rádio-comunicação. Suas áreas de atuação são: ação social, evangelismo, desenvolvimento comunitário e treinamento.
Cadi – Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral
O CADI atua como uma organização não governamental, de utilidade pública, fundamentada em princípios éticos e cristãos. Ela visa através de ações e projetos, atuar como agente facilitador no desenvolvimento de comunidades carentes.
CEM – Centro Evangélico de Missões
O CEM, Centro Evangélico de Missões, é um centro de capacitação missionária, que prepara candidatos para uma vida no serviço monocultural ou transcultural, seja no exterior, seja no Brasil, para a Missão Integral: servindo ao próximo, na afirmação de seu valor e sua dignidade humana, facilitando a reconciliação com Deus e com outros por meio do Evangelho vivido e anunciado, e promovendo a organização e fortalecimento de igrejas.
CCI-BRASIL
A CCI-BRASIL é uma agência interdenominacional de missões transculturais que faz parte do movimento global “Crossover”, cuja paixão é glorificar a Deus (propósito), facilitando e acelerando movimentos de plantação de igrejas(missão) entre os povos menos-alcançados do mundo (visão) através de uma aplicação culturalmente apropriada do ciclo de multiplicação de ministérios ensinado nas Escrituras(estratégia).
Instituto Haggai
O Instituto Haggai é uma organização cristã dedicada ao desenvolvimento de líderes, com o objetivo de mobilizá-los para serem melhores agentes do Reino de Deus na sociedade onde atuam.
Instituto Jetro
Nossa missão é colaborar com pastores e líderes cristãos para o desenvolvimento de competências e o exercício de boas práticas de gestão e liderança, por meio da disseminação e intercâmbio de conhecimentos em áreas estratégicas, aplicadas a igrejas e instituições evangélicas.
Interserve
Uma comunidade internacional de profissionais cristãos, comprometidos com a missão integral. Naturais de mais de 30 nações do Oriente e do Ocidente, e de variadas denominações, trabalhamos juntos para compartilhar com outros os dons que o Senhor nos deu. Buscamos utilizar nossas profissões para colaborar com o desenvolvimento dos países onde servimos. Respondendo ao pedido de ajuda médica e técnica, além de assistência humanitária, buscamos cooperar com países em desenvolvimento. Desse modo estabelecemos relacionamentos com pessoas e comunidades que causarão impacto nesta vida e na eternidade.
JOCUM – Jovens Com Uma Missão
Jovens Com Uma Missão é uma Missão internacional e interdenominacional, empenhada na mobilização de jovens de todas as nações para a obra missionária.
MAEB – Missão Aliança Evangélica do Brasil
Sua função é auxiliar igrejas no recrutamento, preparação, envio e cuidado dos seus missionários aos campos transculturais menos alcançados.
MEIB – Missão Evangélica aos Índios do Brasil
A MEIB é uma organização missionária interdenominacional, organizada em 1967, com o objetivo de expandir o Evangelho de Jesus Cristo, promover o estudo da Bíblia e a educação em geral, praticar a beneficência e organizar igrejas entre a população indígena.
MEAP – Missão Evangélica de Assistência aos Pescadores
Formada por líderes evangélicos de diferentes denominações históricas, que teria por objetivo atender especificamente as necessidades deste povo, tão isolado e tão pouco evangelizado em todo o litoral brasileiro.
MEVA – Missão Evangélica da Amazônia
A Missão Evangélica da Amazônia é uma entidade missionária interdenominacional, especializada em trabalho indígena, que procura servir às igrejas locais, sem, contudo, substituí-las, colocando-se como um elo entre estas e o campo missionário. Como tal, disponibiliza toda a sua infra-estrutura e ações, como planejamento, estratégia, apoio logístico e outras, para que o acesso dos missionários ao campo possa se dar de forma rápida e segura.
MIAF – Missão Para o Interior da Africa
A MIAF quer ver uma igreja madura em todos os povos africanos – uma igreja que pode evangelizar seu próprio povo de forma efetiva. Para isto é preciso orar para que o evangelho avance em áreas de não alcançadas e treinar os líderes da igreja. Todas nossas atividades buscam ser relacionadas a estes dois alvos.
Missão Antioquia
Levando a transformação do evangelho em áreas negligenciadas da palavra e obras.
Missão Base
A Base é uma organização evangélica, interdenominacional e sem fins lucrativos, que oferece suporte às organizações missionárias através da mobilização de voluntários. Caracteriza-se como protagonista de uma transformação nas relações entre agências, igrejas e cristãos que desejam abraçar a Missão.
Missão CENA – Comunidade Evangélica Nova Aurora
Levar as boas novas do evangelho a população de rua e famílias carentes do centro velho de São Paulo, denominado como “Cracolândia”.
Missão Kairós – Associação de Treinamento Transcultural
A Kairós foi criada para associar igrejas evangélicas para a evangelização transcultural, motivando-as e desafiando-as a cumprir o mandato bíblico através das seguintes atividades: Divulgação, informação, educação e conscientização missionária.Recrutamento, treinamento, envio e supervisão dos missionários no campo. Implantação de igrejas nos campos-alvos com a mesma visão e missão.
Ministério Oasis
O Ministério Oasis é um centro de aconselhamento cristão. Um ministério que se preocupa e foca no cuidado de missionários e pastores em suas lutas, crises pessoais ou conjugais. Oferecemos restauração e renovação, proporcionando um ambiente emocionalmente seguro onde o “soldado ferido” possa desabafar suas dores, mágoas e pressões da vida.
Operação Mobilização
A Operação Mobilização é uma organização evangélica internacional e interdenominacional que atua recrutando e treinando brasileiros para serem enviados aos povos menos alcançados do mundo, além disso, apóia as igrejas brasileiras com treinamentos de capacitação que visam demonstrar o amor de Deus de maneira prática através da ajuda e do desenvolvimento Humanitário.
Portas Abertas
Portas Abertas é um ministério com características próprias dirigido à Igreja Perseguida, o único com mais de trezentas organizações associadas no mundo todo desenvolvendo projetos significativos nas linhas de frente em cerca de 50 nações.
Pioneiros
É uma agência missionária brasileira que pertence à PIONEERS Internacional, que há mais de trinta anos tem servido entre os povos menos evangelizados e mais carentes do mundo
Projeto Timóteo
O Projeto Timóteo é um movimento que se propõe a oferecer o espaço e a oportunidade para que jovens pastores sejam estimulados: À renovação de suas forças emocionais e espirituais, Ao desenvolvimento de amizades e redes de apoio, Ao compartilhamento de experiências ministeriais.
Rádio TransMundial
Somos uma missão brasileira dirigida por brasileiros, voltada para as necessidades do povo brasileiro. Não temos cor denominacional, contudo, nos identificamos com todos aqueles professam fidelidade à Bíblia e desejam trabalhar em sua Obra.
Rede Mãos Dadas
Tem como objetivo fortalecer a sociedade brasileira em geral e cristãos evangélicos em específico em suas ações voltadas à promoção das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social (CAVS) para uma vida digna na qual tenham seus direitos garantidos e exerçam sua cidadania de maneira integral. Suas intervenções visam a mobilização da igreja, reflexão teológica sobre a criança, fortalecimento do agente social cristão, promoção de políticas públicas e defesa de direitos, e integração regional.
Rede FALE
O Fale é uma rede de pessoas que oram e agem contra a injustiça em nosso país e no mundo, com especial atenção para os aspectos econômicos e seus efeitos na desigualdade e na ampliação da miséria.
RENAS – Rede Evangélica Nacional de Ação Social
Ser uma ampla rede de relacionamento entre as organizações evangélicas que atuam na área social, proporcionando encorajamento, capacitação, articulação, mobilização, troca de experiências, informações, recursos e tecnologia social.
Refúgio
Nosso alvo é atender integralmente às pessoas excluídas, aqueles e aquelas que, normalmente, não se adaptam à estrutura institucionalizada atual. Entendemos como integralidade e transformação do ser humano por completo, agindo totalmente em sua vida nas áreas: psicológica, espiritual, financeira, social e econômica. Assim, nosso desejo é transformar o indivíduo em sua plenitude. No processo de integração, investimos no resgate da dignidade, estabelecendo pontes de contato e diálogo com a sociedade.
Sepal – Servindo aos Pastores e Líderes
Missão internacional, estabelecida no Brasil em 1963. Nosso sonho é ver uma igreja saudável, ao alcance de todo brasileiro, que possa levar o evangelho de Jesus Cristo ao mundo todo. Estamos empenhados em causar impacto em líderes e igrejas, encorajando-os e desafiando-os a desenvolver ministérios saudáveis. Ligada à rede One Challenge International (OCI), é uma missão interdenominacional na sua estrutura e intereclesiástica no seu ministério.
SIM Brasil – Servindo em Missão
A missão da SIM é glorificar a Deus plantando, fortalecendo e fazendo parceria com igrejas do mundo todo para: evangelizar os perdidos, ministrar aos necessitados, discipular os crentes nas igrejas, equipar igrejas para cumprir a Grande Comissão de Cristo.
Tearfund
É uma agência cristã de assistência em situações de desastre e desenvolvimento, que trabalha através de parceiros locais, procurando trazer auxílio e esperança às comunidades carentes por todo o mundo.
Toca do Estudante
A nossa visão, é estabelecer um Centro de Treinamento Missionário entre estudantes para o avanço da mensagem de Cristo a todos os cantos do mundo.
Visão Mundial
O trabalho da Visão Mundial é centrado em um conjunto de valores que foram discutidos por todos os países-membros e aprovados pelo Conselho Geral da Organização. Esses valores são os princípios fundamentais que determinam nosso compromisso com nós mesmos e com os pobres.
Divulgue em seu Twitter e Facebook essa lista e ajude hoje mesmo uma organização missionária!

https://dicas.gospelmais.com.br/conheca-45-organizacoes-missionarias-do-brasil.html 

16 de outubro de 2017

A SEMADERS

 

Conheça a Secretaria de Missões pertencente às Assembleias de Deus no Estado do Rio Grande do Sul

A SEMADERS

http://www.semaders.com.br/

A secretaria de missões SEMADERS, é um órgão da CIEPADERGS (Convenção das Igrejas Evangélicas e Pastores da Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Sul) responsável pela promoção do trabalho missionário em todos os aspectos. com as seguintes atribuições estatutária:
1. Promover a obra missionária nos termos deste Estatuto;
2. Realizar simpósios, congressos e palestras de treinamento e incentivo às missões;
3. Assistir as igrejas quanto ao envio de missionários, orientando-as e treinando seus missionários, quando solicitada.
4. Prestar relatório financeiro e de suas atividades nas sessões da Assembleia Geral Ordinária.
5. A eleição e posse da Coordenação da Secretaria de Missões obedecerão aos mesmos critérios adotados para a Diretoria.

http://www.semaders.com.br/

9 de outubro de 2017

O deserto é necessário

 

Quão difícil é para alguém que tem o chamado missionário e depois ter que experimentar todas as contradições da cultura, do ambiente, da alimentação, no campo de trabalho para onde foi, longe de casa. Melhor seria se fosse ter experimentado os seus amargos momentos com antecipação. Que tivesse já sofrido o que poderia sofrer quando estivesse longe. 
Paulo sofreu, antes, nos desertos da Arábia. Quando de partida para o trabalho missionário, ele já estava calejado. Os lugares por onde passou já não foram tão crueis.  
Veja como é importante essa questão dos desertos. São difíceis. Porém necessários.

O deserto realça o sabor do que é bom. O deserto afina a alma tornando-a leve. O deserto tira as cascas. O deserto faz tremer para temer. O deserto arranca orações sentidas. O deserto faz louvar. O deserto ensina o que é fome e o que é sede. O deserto valoriza o pouco que se pode ter. O deserto valoriza as poucas sementes. O deserto valoriza todos os centavos. O deserto despe do egoísmo, da arrogância, da prepotência. O deserto aplaina a exaltação humana e o que é humano torna humilde. O deserto tira a pressa do apressado e põe passos lentos e confiantes. O deserto tira a força do apressado e fá-lo andar calma e perseverantemente. O deserto cria bons costumes, como: subir o monte da oração, sofrer o calor da perseguição, enfrentar o frio da indiferença e rejeição (Isac). 

8 de outubro de 2017

Projeto Tenda do Resgate


Em 1997, na cidade de Canoas, RS, nascia no coração do irmão Elton Diss um desejo muito forte de alcançar através do Evangelho pessoas perdidas e destituídas da sociedade.

Então, em conjunto com um grupo de jovens sob sua liderança inicia-se uma série de cultos em praças públicas, onde Deus manifestava sua presença, encorajando-os a seguir com este trabalho ampliando as fronteiras do Reino e levando o Evangelho até aqueles que ainda não conheciam o amor de Jesus.

Em 17 de setembro de 2001 é inaugurada então a Tenda do Resgate, fruto de uma visão dada ao irmão Elton e sua esposa irmã Carla, despojando-se então de seus interesses pessoais, partiram para o campo, dando início ao trabalho evangelístico ao qual dedicam suas vidas até os dias atuais.

Assim com o passar do tempo crendo em sua chamada e praticando-a, foi adquirida com recursos próprios uma tenda onde, na primeira cruzada, Deus operou muitos milagres salvando e libertando muitas almas confirmando assim o início de um grande projeto de Deus em suas vidas.

(do site Tenda do Resgate)

O Pr. Elton fez esse trabalho com a tenda aqui em Vacaria, no bairro Barcelos, nos últimos dias 5, 6 e 7 de outubro (2017), e esteve pregando no culto de hoje (dia 8) no templo sede, onde contou seu testemunho acerca do projeto Tenda do Resgate, um projeto missionário de pregação do Evangelho e milagres.

Deus abençoe o Pr. Elton e essa maravilhosa obra de Deus!



 

24 de setembro de 2017

João Hyde, Missionário na Índia

(extraído d"O Homem que Orava")

No Tabernáculo de Moisés havia um compartimento tão sagrado que só um homem, entre todos milhares de Israel, podia nele entrar e somente durante um dia de todos os trezentos e sessenta e cinco do ano. Esse compartimento era o Santo dos Santos.

O lugar onde João Hyde se encontrava com Deus era, também, terra santa. As cenas da sua vida são demasiadamente sagradas para os olhos comuns e hesito em relatá-las aqui. Mas ao lembrar-me de Jacó no vale de Jaboque, de Elias no Carmelo, Paulo em agonia espiritual por Israel e, especialmente, o Querido Homem no Jardim, então sinto que estou dirigido pelo Espírito de Deus para relatar as experiências desse homem de Deus, para admoestação e inspiração, Deus o permita, de milhares de pessoas.

Coloquemo-nos, pois, ao lado do quarto de oração de João Hyde, onde nos é permitido ouvir suspiros, sentir os gemidos e contemplar o querido rosto, banhado, repetidamente, de lágrimas. É aí que podemos mirar o corpo enfraquecido depois dos dias que passara sem comer e as noites sem dormir. E aí, que, entre soluços, o ouvimos implorar com insistência: “Ó Deus, dá-me almas ou morrerei!”.

15 de agosto de 2017

Projeto Bolívia dos GMUH

O Pr. Cesino Bernardino foi muito usado por Deus para a realização da obra missionária no Brasil e no mundo através de lindos projetos que marcaram, sem dúvida alguma, muitos de nós. Dentre os projetos, o Projeto Bolívia tem um destaque todo especial. Assista-o!


7 de julho de 2017


NO MEIO DE BOAS SURPRESAS!




A autêntica obra missionária tem suas agradáveis surpresas. Uma das coisas boas que experimentei quando eu precisava de algo muito importante nos Cursos de Evangelização Ide (Cevide), foi uma oferta que recebi de um leitor do site Cevide.org. O Cevide já havia distribuído muitos e muitos cursos O Caminho da Vida e A Estrela na Janela (adultos e crianças) ao longo de vários anos. Até então não havia, contudo, uma capinha colorida para o curso O Caminho da Vida, que pudesse dar melhor aparência e agradabilidade aos estudos que pessoas interessadas na Palavra de Deus faziam. Foi então que num determinado dia, ao entrar no banheiro de nossa casa, com um desejo imenso em meu coração, fiz uma oração a Deus, pedindo ao Senhor um valor em dinheiro para mandar imprimir as capas coloridas. Horas depois, fui olhar meus emails. Para minha surpresa, lá estava uma mensagem de um leitor de Cevide.org, do Estado de São Paulo, dizendo da sua apreciação ao conteúdo do site e que se sentia tocado por Deus a doar uma oferta especial para os trabalhos do Cevide. Isto me surpreendeu muito. Pude notar o cuidado de Deus para com aquilo que eu estava fazendo. Veja, com aquela oferta, pude imprimir duas mil e quinhentas capas coloridas, de fino acabamento, e ainda imprimir dez mil folhetos, para evangelização. Não seria necessário dizer, que nossas mensagens tem alcançado muitas pessoas no Brasil, e até fora, o que tem me alegrado, e muitos agradecimentos a Deus, no meio de boas surpresas!

Isac Rodrigues

4 de julho de 2017

CRUZADA MUNDIAL DE LITERATURA


A Cruzada Mundial de Literatura é uma organização evangélica interdenominacional que tem como objetivo cumprir o mandamento de Jesus em Mc 16.15. A Cruzada crê que a maneira mais prática de cumprir o mandamento de Jesus é pregando o evangelho na forma de folhetos, em cada casa, em cada rua, em cada vila, povoado ou cidade - até que "toda criatura" tenha recebido a mensagem do amor de Deus.

A CML opera em mais de 170 países, inclusive alguns do mundo marxista e outros de maioria muçulmana. Todo o trabalho é coordenado pelo escritório central em Colorado Springs (Estados Unidos). No Brasil a sede está em São José dos Campos, SP, de onde a Cruzada procura irradiar o trabalho por todo o território brasileiro. Uma característica da Cruzada é o uso de obreiros nacionais em cada país. Ela não envia missionários. Todo esse ideal nasceu no coração do pastor canadense, Jack McAlister, em outubro de 1946. Do Canadá a sede da Cruzada transferiu-se para os Estados Unidos. No Brasil, o trabalho foi estabelecido em 4 de novembro de 1963.

FOLHETOS - Não há necessidade de exaltar o valor da página impressa na obra da evangelização. O que está impresso poderá ser lido várias vezes, por muitas pessoas, em diferentes ocasiões e lugares; poderá ser lido por surdos e ouvido por cegos. Os folhetos procuram atingir adultos, crianças, estudantes, doentes, encarcerados, etc., levando-lhes, a mensagem do amor de Deus em Cristo de forma específica e interessante.



A distribuição dos folhetos é feita basicamente pelas igrejas, as quais, sob incentivo e supervisão da Cruzada, organizam equipes que fazem a cobertura dos bairros e cidades. A Cruzada trabalha com todas as igrejas evangélicas. 0s folhetos são oferecidos gratuitamente às igrejas localizadas em regiões pioneiras (ainda não cobertas pela Cruzada), e a preço de custo às igrejas situadas em regiões já alcançadas pela Cruzada, mas que por iniciativa própria pretendem fazer uma segunda cobertura. Em áreas onde não há igrejas ou onde estas não queiram fazer a distribuição, a Cruzada envia, na medida de seus recursos financeiros, obreiros remunerados para fazerem o trabalho. Esses obreiros são chamados de Cruzados Pioneiros, Semeadores e Promotores.

CURSOS BÍBLICOS - A Cruzada Mundial de Literatura procura acompanhar o novo decidido na sua nova vida. Para isso mantém cursos bíblicos por correspondência para adultos e crianças, procurando assistir com alimento básico todos os que aceitam a Cristo. Os cursos são apresentados em linguagem simples e ao alcance da maioria do povo. Mesmo pessoas já crentes e até professores e obreiros das igrejas, se beneficiam estudando a Palavra de Deus por meio deles. Um certificado ou diploma é dado aos que completam qualquer dos cursos.



CRUZADA DE ORAÇÃO - A obra de Deus há de ser feita sob muita oração para que o Espírito Santo atue nos corações das pessoas que serão evangelizadas. Em todos os países onde a Cruzada está presente, irmãos em Cristo, das várias igrejas evangélicas, se propõem a orar diariamente em favor desse trabalho. O Jornal de Oração é o periódico que transmite as notícias do que vai sendo realizado no Brasil e no mundo por meio da CML.



Endereço para correspondências: 
Cruzada Mundial de Literatura
Caixa Postal, 301
São José dos Campos, SP
CEP 12201-970
site: www.cruzadamundial.org.br

Veja também neste blog:
http://paginasmissionarias.blogspot.com.br/2010/05/cruzada-mundial-de-literatura.html

9 de maio de 2017

Seja um missionário


Na convocação de Jesus, quanto a sua responsabilidade, ninguém está de fora (João 20-21b). Jesus enviou a todos, pois somos salvos com a mesma graça (Judas 5). Como disse Paulo: “Sou devedor a judeus e a gregos…” (Rm. 1: 16). É a Igreja que tem que realizar as obras de Deus. São os líderes que devem oportunizar a todos, reconhecer os que têm um chamado específico (Romanos 10:14-15) e enviá-los ao campo.

Portanto não fique de fora, como um mero espectador. Não se contente apenas em ir morar no céu. Muitos cristãos estão se portando assim. Não chegue lá de mãos vazias. Permita que alguém seja salvo por teu serviço. Pois quem ganha almas, sábio é (Prov. 24:11). Portanto anime-se e faça algo para Deus.

Se estás lutando e tudo parece difícil, ainda que perca alguma batalha, perca lutando. Deus te chamou para fazer missões e você pode fazer sim.

Veja algumas sugestões de como você pode fazer missões

Através da oração – Isto você pode fazer sempre. Na Igreja, na casa, no escritório, no local de serviço, andando, dirigindo… Esteja sempre intercedendo pela obra missionária e por mais obreiros (Mt. 4:35-38).

Através de contribuição – Participe do projeto missionário de sua igreja. Se ela não tem, procure contribuir com alguém. Existem muitos organismos agenciadores de missionários que são muito sérios e que precisam de sua oferta. Adote uma família de missionários ou um filho de um missionário. Vista ou calce ele. Presenteie no Natal, com material escolar etc. Convide ele para uma visita em sua casa.

Visita no campo – Se estás trabalhando e ainda não se aposentou, com certeza, anualmente você tira férias. Os aposentados têm todo o tempo do mundo. Porque não faz uma visita? Venha ter sua própria experiência. Visite primeiro um país da América do Sul, mais próximo. Depois, programe-se para visitar outro país mais distante. Talvez em outro continente.

Traga sua família. É importante que eles visitem o campo também. Se é um líder de um campo ou de um setor, uma congregação ou até de um departamento de seu ministério, organize uma excursão. Tudo vai mudar em sua vida depois desta experiência.

Profisionalmente – Apoie atuando na profissão que você exerce (exemplo: construtor, artesão, na área de saúde; eletricista, técnico de informática, engenheiro…). Com certeza há algum missionário, igreja ou família que precisa da sua ajuda.

Indo para ficar um tempo – Os chamados são distintos. Muitos vão e até não retornam mais. Outros ficam bastante tempo. 7, 10, 15 anos ou até mais. Quem sabe Deus esteja chamando você para ficar um tempo menor? 1 mês, 6 meses, 1 ano, 2 anos… Período em que você será de grande benção no apoio ao campo missionário. Exemplo: se você é um músico ou um ministro de louvor, quem sabe você pode ser um professor? Na base da AMIPOL, em Asunción, precisamos da ajuda destes ministérios.

Conscientização e Motivação Missionária – Às vezes queremos fazer algo, mas nos perguntamos: porque isto ainda não começou? Falta de oportunidade? Até pode ser…. O inimigo da obra missionária “Satanás”, por certo fará tudo para lhe manter parado e colocará muitas barreiras para que seu projeto não tenha êxito e não saia do papel. Ou então para que seja apenas algo muito pequeno, sem expressão em sua igreja, de forma que os recursos nem cheguem ao campo missionário, e quando chegam, chegam de uma forma errada, às vezes investindo em vidas erradas, projetos infrutíferos e terras que não dão frutos.

Nos sentiremos honrados em ter a oportunidade de compartilhar nossas experiências de anos no campo missionário, com o acompanhamento de obreiros autóctones nacionais.
Através de uma de nossas equipes, podemos ajudá-lo na motivação missionária em sua igreja.

Fonte:
https://amipol.wordpress.com/2008/09/16/seja-um-missionario/

17 de março de 2017

Gunnar Vingren e Daniel Berg: os pioneiros das Assembleias de Deus



Da Suécia para os Estados Unidos e daí para o Brasil

Gunnar Vingren e Daniel Berg nasceram em uma época difícil na história da Suécia. Entre 1867 e 1886, quase 450 mil suecos deixaram o país por causa da escassez de alimentos e de empregos. A maioria imigrou para o meio-oeste dos Estados Unidos.

Era a chamada “febre dos Estados Unidos”. Embora a situação tivesse melhorado, Daniel viajou para lá em 1902, com 18 anos, e Gunnar, no ano seguinte, com 24. Os dois se conheceram em uma igreja sueca em Chicago, no ano de 1909, dez anos depois da morte do famoso evangelista Dwight L. Moody, que viveu naquela cidade. A essa altura, Gunnar já tinha feito teologia em um seminário batista sueco e pastoreava uma igreja em Menominee, no Michigan, e Daniel trabalhava em uma quitanda em Chicago. Em uma conferência realizada na Primeira Igreja Batista Sueca de Chicago, Gunnar passou pela experiência do chamado batismo com o Espírito Santo e falou em línguas. A partir daí, começou a pregar a doutrina pentecostal; porém, metade da igreja de Menominee não o quis mais como pastor. Assumiu, então, o pastorado de outra igreja batista sueca, dessa vez em South Bend, na fronteira de Indiana com Michigan, e a transformou em uma igreja pentecostal. Uma de suas ovelhas era Adolf Ulldin, que, pouco depois, anunciou-lhe o que ouvira da parte de Deus a respeito de seu ministério além-mar. Por inspiração do Espírito Santo, Daniel foi visitar Gunnar em South Bend e ali ouviu a mesma profecia, que também foi dirigida a ele. Em obediência à orientação recebida, ambos viajaram para Nova York e lá encontraram, de fato, o navio Clement, que sairia na data indicada por Adolf: 5 de novembro de 1910. Por falta de recursos, compraram uma passagem de terceira classe. Duas semanas depois, com miseráveis 90 dólares no bolso, desembarcaram em Belém do Pará, sem saber uma palavra em português e sem alguém para recebê-los no porto. Assim começou a obra das Assembleias de Deus no Brasil.

Verão de janeiro a dezembro

Enquanto as denominações protestantes históricas começaram seu trabalho na região Sudeste (congregacionais, presbiterianos, metodistas e salvacionistas), no Rio Grande do Sul (luteranos e episcopais) e na Bahia (batistas), a Assembleia de Deus começou no extremo Norte do país. Os missionários pioneiros eram todos suecos, ao contrário do que acontecia da Bahia para o Sul, onde quase todos eram americanos e britânicos.

O Pará é 2,7 vezes maior que a Suécia, que tinha, na época, mais de 5,5 milhões de habitantes. Em vez das precisas quatro estações, com as quais estavam acostumados, Gunnar e Daniel encontraram aqui um verão contínuo. Na Suécia, eles adoravam participar da festa que celebrava a volta do verão, entre os dias 19 e 26 de junho, dançando a noite toda ao redor de mastros com enfeites coloridos. Os dois jovens missionários chegaram ao Pará exatamente quando começou o declínio da economia na Amazônia, devido à queda da produção de borracha, provocada pelos mercados asiáticos.

Gunnar e Daniel eram muito diferentes no aspecto físico e nos dotes pessoais. Cinco anos mais jovem, Daniel tinha muita saúde e resistência física. Era “um ganhador de almas incomum”, como diz Geziel Gomes. Praticava com sucesso a colportagem (venda de Bíblias) e o evangelismo pessoal de casa em casa, quase de ilha em ilha, e “de enfermaria em enfermaria”, quando já tinha 78 anos e estava internado em um hospital na Suécia. Além da mala cheia de Bíblias e folhetos, carregava sempre o violão, ao som do qual cantava hinos em português e em sueco para evangelizar. Em compensação, Gunnar era mais preparado e se tornou, naturalmente, o líder do trabalho. Ele era quem mais pregava, quem mais batizava e quem ia consolidando e ampliando a obra com a organização de novos pontos de pregação e congregações. Morreu trinta anos antes de Daniel, quando faltava um mês e meio para completar 54 anos.

“A mensagem completa do evangelho”

Os missionários evangélicos do século 19 foram, em parte, beneficiados pela chamada pré-evangelização, realizada pela Igreja Católica Romana nos 300 anos anteriores à sua chegada ao Brasil (de 1549 a 1855). Os missionários pentecostais foram muito beneficiados pela evangelização realizada pelos missionários evangélicos nos 55 anos anteriores ao início de seu trabalho (de 1855 a 1910). Em alguns poucos casos, o trabalho das Assembleias de Deus começava com a pentecostalização de uma igreja evangélica já existente, como aconteceu com a Igreja Batista Sueca de South Bend, no início de 1910. Em outros casos, começava com alguns crentes que deixavam suas congregações de origem para abraçar a “novidade” pentecostal. Foi o que aconteceu em Belém do Pará e em muitos lugares por esse Brasil afora, especialmente nos primeiros anos. Todavia, a maior parte da membresia das Assembleias de Deus procedia das trevas da ignorância religiosa e das trevas do pecado e da incredulidade.

Gunnar Vingren, Daniel Berg e a geração de pastores nacionais que surgiu com eles não anunciavam apenas Jesus. Pregavam “a salvação em Jesus e o batismo com o Espírito Santo”. Esta era “a mensagem completa do evangelho”. Tal pregação certamente encontrava guarida entre os cristãos que, à semelhança dos discípulos de Éfeso, nem sequer sabiam da existência do Espírito Santo (At 19.2), por culpa da omissão de seus pastores. Encontrava guarida também entre os cristãos cujos pastores atribuíam toda honra ao Espírito Santo sem, contudo, usar a nomenclatura teológica dos pentecostais.

O folheto de 27 páginas de Raimundo Nobre 

Por certo período houve muito desgaste emocional e de tempo por causa do atrito entre as denominações plantadas na segunda metade do século 19 e as Assembleias de Deus. Houve atitudes precipitadas, exageros e falta de amor de ambas as partes. O encarregado da congregação batista de Belém, Raimundo Nobre, acolheu os dois suecos no porão de sua casa e permitiu a participação deles nos cultos, o que redundou na divisão da igreja. Aborrecido e preocupado com a situação, Raimundo escreveu um folheto de 27 páginas contra a pregação de Gunnar e Daniel, e mandou imprimir 20 mil exemplares, que foram enviados para as igrejas evangélicas de todo o Brasil. Gunnar ensinava que a prova do batismo com o Espírito Santo era falar em línguas. Anos depois, a declaração de fé oficial das Assembleias de Deus amenizou a questão, afirmando que falar em outras línguas conforme a vontade soberana de Deus é evidência do batismo com o Espírito. Da parte dos pentecostais, havia muita ênfase em línguas, revelações, curas e milagres. Daniel chamou de milagre o fato de um peixe ter pulado para dentro do barco quando os passageiros estavam com muita fome.

Cem mil batizados em 36 anos

A primeira igreja pentecostal foi organizada há exatos cem anos, em 18 de junho de 1911, seis meses depois da chegada dos dois suecos ao Pará, com o nome de Missão da Fé Apostólica, o mesmo nome dado por William Seymour à igreja da rua Azuza, em Chicago, cinco anos antes. O nome Assembleia de Deus foi adotado seis anos e meio depois, em janeiro de 1918.

Nenhuma denominação evangélica experimentou um crescimento tão rápido e tão grande como as Assembleias de Deus. Nos quatro primeiros anos (1911-1914) houve 384 batismos “nas águas”. No final da primeira década, a nova denominação estava estabelecida em sete estados das regiões Norte (Pará e Amazonas) e Nordeste (Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas). Na década de 20, os assembleianos ocuparam os demais estados do Norte e Nordeste e começaram o trabalho nas regiões Sudeste (Espírito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerais) e Sul (Paraná e Rio Grande do Sul). Em 33 anos de história (de 1911 a 1944), já estavam instalados em todos os estados da Federação. Na ocasião da 8ª Convenção Nacional das Assembleias de Deus, realizada em São Paulo, em 1947, o Brasil já era contado como o terceiro país em número de crentes pentecostais em todo o mundo, com 100 mil fiéis batizados.

Gunnar Vingren e Daniel Berg

16 de março de 2017

MINISTÉRIOS PÃO DIÁRIO


O ano de 1938 marcou o início de uma grande história para Ministérios Pão Diário. Há mais de 75 anos, um homem de fé começou um programa de rádio chamado Escola Bíblica de Detroit, em Michigan, EUA, para compartilhar palavras sábias e de valor eterno.

O doutor M. R. DeHaan passou a transcrever suas mensagens, a pedido dos seus ouvintes que as usavam como material de estudo. Hoje, anos mais tarde, esta iniciativa ainda alcança inúmeras pessoas ao redor do mundo, servindo com recursos bíblicos, em 57 idiomas e em 156 países.

No Brasil, a tradução e distribuição são feitas desde 1980. Contudo, o escritório foi inaugurado em 2001 e a partir dele, cooperamos com mais 10 países: Argentina, Colômbia, Peru Honduras, México, Jamaica, Guiana, Trinidad e Tobago, Portugal e Espanha.

É SOBRE A FIDELIDADE DE CRISTO… E VOCÊ!
Por mais de 75 anos, temos testemunhado a fidelidade divina na missão de Ministérios Pão Diário. E sabemos que é só por meio de sua cooperação, de sua família, amigos, sua igreja e seu apoio que temos podido compartilhar as boas-novas do amor, graça e perdão de Deus, em todo o mundo.